Traquejo social para conversar com grávidas

· 2 Comentários

A gravidez é um momento lindo, mas nem sempre fácil. 9 meses sem TPM? Try 9 meses de “TPM”constante e avassaladora. Por isso, sejamos gentis e compreensíveis com as grávidas, afinal, todos nós viemos de uma delas. A ignorância (no sentido puro da palavra) faz com as grávidas tenham que ouvir comentários nada agradáveis durante a gestação. Por isso, o melhor a se fazer é mostrar para o mundo como se portar ( e como não se portar principalmente) quando encontrar com uma barriguda (chamar de barriguda por exemplo, nem sempre é bacana, rs Na dúvida, evite). Informação é tudo na vida, se você aprender algo que não sabia, compartilhe e aí o mundo já terá menos 2 sem noção pra irritar uma grávida.

Diana, minha amiga-doula-parteira-fada-bruxadobem fez esse post que eu achei excelente. Vou reproduzir aqui:

Nº 1 – Nunca pergunte se foi planejado ou não, simplesmente abra um sorriso e dê parabéns desejando uma gestação positiva e uma boa hora!

Nº 2 – Perguntar para uma gestante grávida de múltiplos se ela fez tratamento de fertilidade pode ser indelicado, soa melhor querer saber se existem casos na família.

Nº 3 – Comparar a barriga com uma melancia é terrível e inconveniente, pior do que isso é querer saber quantos quilos ganhou, dizendo com a face aterrorizada: Nossa, tudo isso?! Seja positivo, diga para ela não se preocupar com o peso que está ganhando desde que a qualidade dos alimentos ingeridos seja boa, e aproveite para reforçar que a amamentação ajuda no emagrecimento no pós-parto!

Nº 4 – Por outro lado, também não pega nada bem comparar a barriga com uma azeitona! Querer comparar com sua experiência pessoal (ou de outra conhecida) fazendo pouco caso do cansaço alheio é deselegante e grosseiro. Cada gestante tem seu biotipo, e o cansaço e o peso gerados pela barriga são relativos. Além disso, o tamanho da barriga varia de mulher para mulher e de gestação para gestação. Dizer que a barriga está pequena demais ou muito grande é sempre comparar algo ou alguém em um evento que é pessoal. Então só elogie, será muito mais saudável e positivo!

Nº 5 – Lembre-se de que as experiências da gestação e do parto são sempre pessoais e intransferíveis, porém a imaginação de uma gestante é muito fértil, ou seja, se você teve uma experiência ruim no seu parto ou sabe de alguma tragédia, conte para o seu porteiro, medite ou chame alguém que não esteja grávida para desabafar. Evite ao máximo levar notícias desagradáveis desnecessariamente para uma gestante, esta não ação é geradora um dia tranquilo e de uma noite boa!

Nº 6 – É muito triste dizer e pensar que quando o bebê nasce a vida acaba! Além de ser muito pesado sentir e proferir isso, é uma inverdade! Faça melhor: diga que as adaptações existem realmente, mas é um prazeroso aprendizado! Esta afirmação é um verdadeiro carinho para quem escuta!

Nº 7 – Enjoos não são frescura de mulher grávida, estão ligados a produção hormonal. Algumas mulheres vão sentir, e outras, não. Em vez de julgar, pergunte se ela deseja mascar algo, reforçando a ideia, sem ser indelicado, da importância de comer a cada três horas. Atenção e zelo são sempre bem-vindos!

Nº 8 – Um dos conselhos preferidos das pessoas para a gestante é: “aproveite para dormir agora, porque depois…”, donde se conclui que, depois de nascido o rebento, ela nunca mais dormirá. Sejamos objetivos, sono não tem banco de horas!! Então trata-se de um conselho inútil ou mal intencionado, a fim de deixar a grávida desanimada em relação ao seu futuro… Abstenha-se de fazer esse comentário desagradável e, ainda por cima, pouco original. Fale sobre o tempo.

Nº 9 – Nunca, em hipótese alguma, deixe-se levar pela crença popular de que barriga de grávida é coisa pública. Antes de colocar a mão na barriga de uma mulher que você nem conhece, pergunte-se se você gostaria que um(a) desconhecido(a) passasse a mão na sua barriga (ou na da sua mulher)… Coloque as mãos nos bolso, e deseje saúde para o bebê e uma boa hora para a mãe.

Nº 10 – Ao invés de ficar chocada(o) com a opção de escolha da gestante pelo parto natural, normal ou domiciliar, lembre-se que desde que o mundo é mundo as mulheres dão a luz, e hoje, diferente de antigamente, podemos contar com o pré-natal para garantir que tudo está bem. Importante afirmar, gestação de baixo risco é saúde!!!

Ou seja, na dúvida não fale nada. Abra um sorriso, deseje toda a saúde do mundo e diga que a grávida está linda. Se a grávida for sua mulher, paparique muito, releve muito e faça todas as suas vontades. Ahh e se for outra mulher, deixe a birra competitiva do lado e lembre que você já passou ou vai passar por isso e seja gentil e amorosa sempre.
esperando Maria Luisa-52-L

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *