Semana Mundial do Aleitamento Materno

· Comente

Começou ontem a semana mundial do aleitamento materno e eu não podia deixar de dar a minha contribuição.

Vamos aos fatos:

  • Amamentar é incrível.
  • É tudo que o bebê precisa durante os 6 primeiros meses e, segundo a OMS, necessário nos primeiros 2 anos de vida (pelo menos!).
  • Faz bem para o bebê e faz bem para mãe.

Já falei o quanto eu defendo a amamentação e sigo amamentando a minha pequena de 1 ano e 2 meses até quando for bom para a gente. O que nos faz mamíferos é justamente a nossa condição de amamentar nossos filhotes, sendo assim em tese, somos todos capazes de amamentar. Passamos 9 meses idealizando o momento em que teremos nosso bebê nos braços, até que o grande dia chega e com ele o puerpério. O pós parto é o período mais delicado da vida da mulher. Depois de passar do momento mais feliz da sua vida a mulher sofre uma metamorfose. Ela deixa de ser aquela mulher que sempre foi e passa a ser a nova mulher mãe, de lagarta a borboleta. E muitas vezes ela própria não se reconhece. Esse processo vem com um luto pela morte de quem ela sempre foi.E em meio a tudo isso, um bebê completamente indefeso e dependente para cuidar. Ele precisa aprender a mamar e a mãe aprender a amamentar. Um processo que nem sempre é fácil (aliás eu me arriscaria a dizer que nunca é fácil a princípio). E aí entra o que é absolutamente necessário para essa mulher conseguir amamentar. Muito mais importante que litros de água e alimentos de qualidade (que são importantíssimos), essa mulher precisa de suporte.

-Ela precisa de ajuda para fazer todo o resto para que ela possa de dedicar totalmente a esse momento.

-Ela precisa de carinho (que aí pode até ser em forma de comidinha fresca).

-Ela precisa de palavras de conforto e incentivo e nunca-jamais-emtempo algum questionamentos sobre a qualidade do seu leite.

Ela precisa de informação.

– Não existe leite fraco. (O leite materno é tudo o que o seu bebê precisa, confie.)

– Bicos artificiais como chupeta e mamadeira promovem a chamada “confusão dos bicos” que pode prejudicar a amamentação. (A chupeta também pode mascarar a fome e atrapalhar no processo de ganho de peso do seu bebê, ai entramos numa bola de neve de baixo peso- indicação de complemento- insucesso na amamentação). Chupeta é um assunto polêmico e eu recomendo esse artigo antes de ofertar.

– Conchas e absorventes podem causar fungos. E conseqüentemente dor para amamentar.

– Livre demanda é essencial: Amamentar é natural não tem hora nem local.

– Pega correta: o bebê precisa abocanhar a aréola inteira (ou grande parte dela) e não só o bico). Isso evita machucados e mais dor.

Depois do primeiro mês a dor inicial da amamentação tende a diminuir por isso agüente firme, porque vale muito a pena. Se tiver febre, suspeitar de duto entupido, tiver dúvidas quanto a pega, chame uma consultora de amamentação ou vá ao banco de leite da sua cidade.

Aqui no Rio eu recomendo:

Consultora de amamentação Bianca Balassiano

Instituto Fernandes Figueira

pimenta-e-limao-ensaio-fotografico-nanda-castello4

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *