O encontro do Chimi com os gêmeos

· 4 Comentários

Os trigêmeos do Chimi, viraram gêmeos. A vida tem dessas coisas e aconteceu bem naquela semana horrível de janeiro que vamos deixar para lá. O lado bom da história é que esses dois “coisos” cresceram fortes e que ma mãe Lilica continua amamentando, mesmo agora que eles já comem ração. Em anos de cachorro seria tipo amamentar até 2 anos. Lilica segue as leis da Organização Mundial de Saúde, rs. No sábado eu fui visitar meus netinhos e depois de alguns minutos eu já conseguia diferenciar os dois. Um é a cara do Chimi e o outro a cara da Lilica <3. No domingo convenci o Lee de conhece-los, ele estava fugindo, com medo de não resistir e pegar um. Ele acabou indo e resolvemos trazer eles pra casa um pouquinho para apresentar eles pro Chimi, afinal não era justo o pai não conhecer seus filhos. Chegamos em casa um com cada filhote e Chimito ficou pulando em mim pra cheirar, sem perceber que o Lee carregava outro. Colocamos os dois no chão e percebemos que o que parecia fisicamente com o Chimi tinha a personalidade doce da mãe e o outro era uma peste igual o pai. Acredita que esse pingo de cão tentou montar no Chimi? Bem filho de quem é mesmo. Os dois pularam de um lado pro outro enquanto o Boo (foi o nome que a filha da dona da Lilica deu) ficava assustado olhando. Depois o mini Chimi se entocou debaixo do móvel e capotou de sono.

Bateu aquela vontade de ficar com o Boo (dois dominantes está fora de cogitação), por um lado eu penso que seria loucura pegar um filhote bem agora que o Chimi acalmou, mas por outro penso que ele seria feliz com uma cia, e que quando o bebê viesse ele já estaria mais acostumado a dividir a nossa atenção, perderia essa personalidade de filho único. Dilemas….

chimi-filhotes3

chimi-filhotes7

chimi-filhotes8

chimi-filhotes6chimi-filhotes

4 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *