,

Goodies árabes: Kafta com Batata

· 1 Comentário

Com certeza absoluta a comida é uma das melhores coisas do Líbano. E na minha opinião a culinária árabe é uma das melhores do mundo. O Brasil tem hoje cerca de 10 milhões de descendentes de imigrantes libaneses – Alô Lee! (fora os 5 milhões de outros países árabes) e por isso temos muita influência na nossa cultura e cozinha. Quem não ama quibe, esfirra e outras receitas típicas? Na minha casa sempre teve comida árabe e meu pai sempre falou que a gente parecia muito com o povo de lá, que  com certeza em outras vidas vivemos por ali ;) Eu cheguei no Líbano e já no aeroporto todos tinham certeza que eu que era de lá, as aeromoças da Middle East Airlines falavam comigo em árabe enquanto o Lee passou por gringo total, rs.

Bom chega de bla bla bla. Vim aqui compartilhar uma das receitas que eu aprendi com as tias do Lee. Sabe como se pronuncia Kafta com Batata em árabe? kifta al batato, praticamente igual, né? Parece até que é uma língua super tranquila de aprender,rs. Mas a nossa expressão preferida e mais utilizada na viagem foi “ktir taiebe” que significa muito gostoso, exatemente o que esse prato é.

Quem quer aprender?

Ingredientes:

1kg de patinho moído

2 cebolas médias picadas

3 dentes de alho descascados

1/4 de um molho de salsinha

1/2 colher de chá de pimenta

1 colher de chá de paprika

1/2 colher de chá de “all-spice”

1 colher de sopa de mostarda

3 a 4 tomates cortados

1 pimentão verde cortado

1 pimentão vermelho cortado

1/2 kilo de batatas descascadas e cortadas em fatias grossas

8 a 10 cebolas pequenas descascadas

2 colheres de sopa de extrato de tomate

3 a 4 copos de água filtrada

Como fazer?

– Misture a carne as cebolas picadas, a salsinha, sal, mostarda e temperos em um recipiente. Faça mini cilindros de carne com as  mãos.

–  Em uma frigideira com um pouco de oléo ou azeite, refogue rapidamente as batatas, cebolas, alho e a carne. (Só por alguns instantes mesmo.)

– Em uma panela coloque a carne, batatas, cebolas e alho junto com os outros ingredientes e leve a fogo médio até as batatas, ficarem cozidas (teste com um garfo: entrou, tá pronto)

ps: a maioria das pessoas faz no forno, também dá super certo, mas segundo Tia Nahla ena panela é mais fácil.


ps: o prato ao lado é carneiro com charutinhos de folha de uva. Ainda não tô nesse nível, quem sabe da próxima vez que a gente for lá eu aprendo? rs

1 comentário

  • Existe uma diferença entre a kafta brasileira e essa, e a principal diferença que percebi pode ser o segredo no negocio.

    Aqui no brasil, depois de fritar e levar ao fogo, as pessoas aguardam a carne ficar bem assada para retirar do fogo. No Líbano, o momento certo de tirar a comida do fogo é quando a batata estiver macia, fácil de espetar com o garfo.

    O resultado é uma carne “mal passada” rica no sabor. Para quem come carne isso não é uma novidade, é quase uma ofensa cozinhar uma carne bem passada para um amante de bifes,picanhas, maminhas.

    Acho que esse é o grande segredo do sabor desse prato, mas se você não é um grande comedor de carne não se preocupe, ela cozinha com a aguá por dentro, alem disso o molho do tomate e os outros temperos disfarçam o fato como tal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *